Total de visualizações de página

Contatos

Meu Blog é apenas uma forma de exibição,de contato indireto, que as pessoas que me acompanham podem ter comigo,saber mais sobre mim,sobre meu dia a dia,ver fotos,ver videos.
Este blog esta ativo desde 2010 e tem muitos videos,fotos e histórias postadas, as mensagens enviadas nas minhas postagens serão lidas e analisadas, não publico mensagens com informações pessoas como Email e telefone, também não publico mensagens com conteúdo ofensivo, as mensagens são moderadas por mim no intuito de promover sempre o bem estar e a privacidade dos meus leitores.

Amigos do blog

sábado, 11 de julho de 2015

Tesão da madrugada

Tesão da madrugada

video


Não sei se é uma coisa normal, se a maioria das pessoas sentem o que eu sinto, mas a verdade é que quando chega a madrugada, meus instintos ficam a flor da pele, meu corpo exala sacanagem, meu tesão as vezes chega a quase enlouquecer, isso desde que tenho meus 19 anos, minha descoberta sexual, perdi a conta de quantas vezes não conseguia dormir, impulsionada por um desejo forte de sexo, eu saia para caminhar de madrugada, sempre encontrava várias pessoas na mesma situação, em busca de um prazer proibido, mas isso era antigamente, quando era de certa forma seguro de se andar pela madrugada, hoje em dia você só encontra ladrão e viciado pela madrugada,Praia do Flamengo, Botafogo, a rodoviária da Pavuna, Boate Casa Grande, esses eram meus pontos preferidos pela madrugada, de dia tinha os cinemas pornô, os banheiros públicos, as cabines dos sexy shopping, os tão falados pontos de pegação, lembro da primeira vez que me montei e fui pra rua, era de madrugada, montei completo, vestido, calcinha, salto, peruca e maquiagem e fui pro centro da Pavuna dar uma volta, como foi diferente, os homens na rua pareciam estar enfeitiçados de tesão, me seguiam, me chamavam, mostravam a pica, tudo na tentativa de conseguir tranzar comigo, eu fiquei assustada com o assédio e corri de todos, mas teve um que conseguiu se aproximar de mim, pra esse eu dei feito uma cadela no cio, era uma rua escura e deserta, e eu de quatro bem no meio da pista, no meios do asfalto tomando no cu, parecia uma vadia, mas me senti muito bem, tudo era novidade, relembrar meus tempos antes de ser travesti, eu passei noites ali no Flamengo fudendo, chegava as 21 horas e só saia as 5 da manhã, nem sentia o tempo passar, por que eram várias situações diferente numa noite só, casais, travestis, homens ativos, outros passivos, teve uma vez que tinha uma grupo de homens reunidos em volta de uma pessoa, vi a bagunça de longe e me aproximei pra ver o que acontecia, quando cheguei vi um homem dando o cu para outro, mas o que era passivo tinha uma pica enorme e dura, acho que foi a maior pica que vi pessoalmente, parecia ter uns 30 cm, grossa e dura ,balançando no ritmo do que estava atrás dele socando em seu rabo, todos em volta estavam hipnotizados naquela pica, todos tentavam pegar, mas o passivo não deixava, achei aquilo engraçado, não tentei me aproxima apenas pensei, “de que adianta ter uma pica desse tamanho se ele não gosta de usar”, numa outra situação encontrei ali no Flamengo mesmo um negão com um comportamento estranho, ele se aproximava de todos mas não ficava com ninguém, quando se aproximou de mim ficou louco, queria ir pro motel e tudo, isso só por que minha pica é grande, mas ele não era passivo, apenas gostava de masturbar e chupar, mas na hora de comer ele era somente ativo, outro detalhe é que a pica dele devia ter uns 27 cm grossa e cheia de veia, linda pica, mas ele só gostava de comer quem tivesse a pica no mínimo quase tão grande quanto a dele, achei aquilo tudo muito confuso, sem sentido, eu já era mais puta, geralmente pegava vários de uma vez, um me comia, outro me chupava, outro me beijava, chupava meus peitos e assim passava a noite, mas tudo muda, esse tempo passou, minha forma de pensar e de enxergar as coisas também mudou, depois veio a pista, já era travesti, trabalhava quase toda noite na Augusto severo, ali sim eu aprontei bastante, fora o habitual, que era o cliente te levar para uma motel e ficar uma hora contigo fudendo, tinha as situações que eram diversas, como o caso dos passivos, dos casais, dos que tinham fetiches mais ousados como fist, dominação, os drogados também eram um caso a parte, mas fora isso tinha as outras situações, como o sexo ao ar livre, perdi a conta de quantas vezes fudi de baixo das arvores, dentro do carro, dentro do ônibus indo pra casa, uma vez  a pista estava um pouco parada, então resolvi dar uma volta pela praia, mas como travesti meu comportamento já era diferente, primeiro pela quantidade de opção, era muito fácil arrumar gente querendo fuder, era só não cobrar e eu teria sem fazer muito esforço, bastava olhar e dar sinal que estava afim, segundo pelo sacrifício de ser o que eu era e chegar onde cheguei, fazer um corpo da forma que eu fiz sai caro, fora a dor da transformação, quem se transforma sofre muito nesse processo, gastos com material de beleza, isso e mais outras coisas fazem você refletir que não vale a pena entregar assim tão fácil, então me tornei mais seletiva, parei aos poucos de frequentar ambiente de pegação, mesmo por que eu já tinha a pista que era uma fonte imensa de novidades, isso me manteve calma durante um tempo, mas andando pela orla do Flamengo uma vez peguei um carinha que estava muito louco pra me comer, como eu não dei bola , ele perguntou quanto eu cobrava, dei meu preço e ele aceitou, fomos pra de baixo de uma arvore, eu comecei a chupar seu pau, e logo foi chegando mais homens, todos colocavam a pica pra fora na esperança de ganhar um boquete, claro que isso não aconteceu, eu estava adorando a situação, todos me desejando, me levantei, segurei na arvore e mandei ele meter, depois que ele começou a me comer ai então que todos ficaram loucos mesmo, meu rabão de fora, só levando pica, eles queriam me tocar, me chupar, tentavam enfiar a pica na minha boca, mas eu olhava sério pra eles e dizia que só ele, os outros podiam olhar apenas, alguns ficavam inconformados, mas eu dizia, “você vai pagar? Por que ele esta pagando, se você for pagar você me come também”, foi uma situação gostosa, tinha uns 10 em volta me alisando e tocando punheta e só um me comendo, uma vez ali na pista mesmo, na Augusto severo, vi uma bicha dando pro cara que estava dentro do carro, mas o detalhe é que ela não estava dentro do carro, ele simplesmente parou o carro no meio da pista, abriu a porta, sentado ainda no banco do motorista com as pernas pra fora do carro, ali mesmo ela baixou e chupou ele, depois arriou a calcinha e sentou na pica dele, claro que foi rápido, se a policia passa ali ia dar uma merda, achei loucura, mas ao mesmo tempo interessante ver ela dando assim pra todo mundo ver, eu aprontava, mas era mais discreta, as vezes fingia conversar com o cliente, encostava na porta como quem só estivesse conversando mesmo, botava a pica pra fora e deixava ele me chupar assim, poucas pessoas percebiam o que estava acontecendo, fazer sexo assim na rua é proibido não só pela lei, mas também pelas cafetinas, sujeito a pagar multa, mas não julgo ela, fiz coisa se não pior, parecido pelo menos rsrsrs.

 Uma vez passando ali pela parte que chamávamos de Pirocódromo, era um lugar ali na orla do Flamengo, uma pista paralela a Augusto Severo, em que as bichas que faziam ponto ali, trabalhavam mostrando a piroca, ali não tinha controle das cafetinas, então tudo era permitido, inclusive roubar, geralmente as bichas que trabalhavam ali, não eram muito bonitas, não tinham condições físicas de competir com as meninas da Augusto que não sei agora, mas na época eram muito bonitas em sua maioria, bem mais masculinizadas, mas todas com pica enorme, ficavam se masturbando e mostrando a pica para os carros que passavam pelo Pirocódromo, até que uma desavisado, ou tarado de mais pra ouvir seus instintos de sobrevivência, parava encantado com aquelas pirocas e pelo valor que as vezes chegava a 5 reais o PG, geralmente eram assaltados, até as travestis da Augusto Severo quando passavam ali eram assaltadas pelas bichas de lá, menos eu, sempre fui abusada, calma até certo ponto, então passava ali, as bichas me olhavam já na intenção de fazer um ganho, mas quando viam que era eu , apenas falavam, “a tá, é você mona, a Senhora esta bem, como esta a pista lá?”, “ geralmente quando eu passava por lá ,era por que a pista estava fraca, então respondia, “muito fraca bb, por isso vim dar uma volta, pegar os desgarrados rsrsrs”, “ta certa bicha, prazer rever”, e seguia em frente, mas em uma dessas passagens por lá, não tinha bicha nenhuma trabalhando ali, era por volta das 2 da madrugada, eu passei e encontrei apenas um ladrãozinho que esperava uma vítima, ele me abordou pra me sondar, mas como viu que não me intimidei, então não tentou nada, conversamos um pouco e quando vi já estava com a bunda de fora, segurando nas grades que cercavam o parquinho, de costas pra pista, os carros passando e buzinando, e ele socando sem pena no meu rabo, aquilo me deu um tesão, ele ficou todo feliz, disse que seu eu tivesse qualquer problema, que era só falar com ele e que podia voltar ali quantas vezes quisesse, claro que não voltei rsrsrs, aquilo foi só um momento de tesão, encontrei com ele pela Augusto algumas vezes, ele sempre dizia que eu tinha sumido, pra aparecer, que ele tinha saudades do meu rabo, eu sempre prometia que ia, mas nunca fui, outra vez um outro ladrãozinho ali mesmo na Augusto, me abordou querendo me comer, me levar pra uma banheirinho publico que tinha ali, eu falei que não ia, “banheiro fedorento, pra dar de graça ainda por cima?” Mas ele insistiu, disse que se eu visse a pica dele que eu dava, então mandei mostrar, “27 cm , linda a piroca, ele era feio de doer, mas a pica dele parecia ter sido esculpida, perfeita”, não deu outra, acabei no banheirinho dando horrores pra ele, depois ele me procurou mais algumas vezes, mas eu não topei, foi só aquela vez também, então nessa faze da minha vida, eram várias situações que supriam minhas taras da madrugada, seja na pista, fora da pista, no caminho de volta pra casa, sempre tinha algo de interessante e diferente, pra me satisfazer e postar aqui, mas como tudo acaba, com o tempo a pista foi ficando desinteressante, as novidades acabando e o tempo da pista passou, mas minhas taras pela madrugada não, essas continuam fortes desde a minha mocidade, na maioria das vezes com vontade de dar o rabo, mas algumas vezes com vontade de comer, comer é mais fácil, tenho minha esposa, que amo e desejo muito, então geralmente ela sacia esse meu lado, mas dar já fica complicado, sei que a maioria pensa,, “com um rabo desse, é só estalar o dedo que aparece alguém”, quisera eu que fosse fácil assim, fácil como nos meus tempos de pista, minha vida ficou mais complicada, não é por que estou com tesão que as coisas vão ser simples, eu moro no terreno da família da minha esposa, tem os filhos dela dormindo aqui, tem minha filha, tem minha própria esposa também que as vezes não está afim, ou quer minha companhia nem que seja pra dormir agarradinho, tem o fato de andar de homem e ninguém aqui saber que sou travesti, ajuda durante o dia, mas quando estou com tesão da madrugada, atrapalha, por que não tem ninguém batendo na minha porta como acontece com a maioria das travestis, o próprio local dificulta, aqui é muito tranquilo, tão tranquilo que não passa uma alma viva durante a madrugada, a não ser o pessoal que está indo ou vindo do trabalho, já pela internet, até eu explicar que preciso de sigilo e as dificuldades que tenho em receber e sair, o tempo já passou e não dá pra rolar mais, acabo descarregando meu tesão em vídeos caseiros que gosto de ver na internet ou brincando com meus consolos, sei que muitos estão em situações parecidas, afinal a internet é cheia de gente a noite procurando uma sacanagem, mas a maioria querendo só virtual mesmo, mas o fato é que durante o dia sou uma pessoa normal, pai, responsável, família, trabalho, mas durante a madrugada me transformo em uma maquina de tesão, pronta a realizar as maiores loucuras em prol do prazer.


  Apesar de tudo ter mudado, ainda consigo realizar algumas fantasias sexuais, continuo organizando festas, antes de swing, mas hoje em dia dou preferencia aos solteiros, casal é complicado, já passei por diversas situações de ciúmes explicito com casais, fora as situações em que você sabe que o ciúme esta rolando, que o clima não esta bom, mas mesmo assim as aparências são mantidas, também parei de misturar mulheres e trans no mesmo ambiente, por que a competição entre os dois gêneros estava prejudicando o desenvolvimento das festas, a não ser em caso onde tenha como mulheres e trans interagirem separadamente na mesma festa, um local onde tenha vários ambientes. Sei que minha vida sexual é o sonho de consumo de muitos homens e mulheres, nada do que aconteceu foi premeditado, mas também não foi obra do acaso, eu trabalhei física e psicologicamente pra isso, fui surpreendida pelos acontecimentos, mas nada que não fosse esperado realmente, a vida é uma caixinha de surpresas, não dá pra ter certeza do que vou viver no futuro, sei que começa uma nova faze na minha vida, agora aos 40 anos estou dando um rumo diferente, talvez pra bom ou pra ruim, mas isso só o tempo dirá, beijos a todos os meus leitores, vou contar no próximo conto uma dessas situações eu vivi  recentemente de madrugada com um antigo amigo, postando um vídeo muito gostoso, aguardem.






















domingo, 31 de maio de 2015

Whatsapp

Whatsapp

Em primeiro lugar quero mandar um beijo a todos os meus leitores, sei que é um trabalho independente, sem remuneração, não é uma obrigação escrever pro blog, é apenas um hobby, mas apesar de toda a minha ignorância, tem pessoas que me acham inteligente e curtem o que eu faço de verdade, não só pela putaria, mas curtem cada detalhe, a forma como é escrito, o tipo de mensagem que é passada aqui, em fim, não dá é claro pra agradar a todos, demorei mas passei dos 1.000.000 e fiquei feliz com isso, apesar que tem gente com muito mais acesso na internet, mas mesmo assim é um sinal de aprovação no que eu faço e isso é legal, já estive pensando por varias vezes em encerrar as postagens aqui no blog, por vários motivos, minha vida mudou muito ,mas não quero falar sobre isso aqui, fiz essa postagem rápida só por que tem muita gente me mandando o zap, as pessoas se empolgam com as histórias, querem viver também isso, mas a realidade é diferente.

  Gostaria que entendessem que apesar de reais, essas histórias contadas aqui são apenas fragmentos das nossas vidas, não vivemos em cima de uma cama, nem fazendo sexo todo dia, temos vida normal, eu sou casada, pai de família, tenho responsabilidades, sustento da casa, criação dos filhos, educação, família, em fim, tenho tudo que todos vocês têm, só que o espaço que reservo aqui no blog é pra mostrar um lado da minha vida que curto as vezes, mas que apesar de oculto pra muita gente, faz parte da minha vida também, com o tempo aprendi a separar as coisas e a conciliar, de forma que minha vida sexual não atrapalhasse minha vida social, mas muitas pessoas não sabem fazer isso, agem por impulso, mandam zap fazem de tudo em nome do tesão, mas se esquecem que depois que o tesão passa, a vida real, aquela em que nos temos deveres e responsabilidades continua.

  A onde quero chegar com essa postagem?

 Tenho recebido muitas mensagens com e-mails e Whatsapp, porem muitos se esquecem de colocar junto o nome o que já é um problema, esses dias eu adicionei umas cinco pessoas, tive que colocar anonimoblog1 ,2, 3 e por ai foi, pra depois de conseguir falar com a pessoa colocar o nome correto, desses cinco somente três estavam realmente interessados em entrar pra minha sala e desses três somente um permaneceu, então vamos pensar melhor sobre o que é importante pra gente, eu estou desanimando de pegar contato aqui, perder tempo adicionando em minha lista de contato, lotando meu telefone de contatos, pra no final não dar em nada, a impressão que dá é que as pessoas acham que vão entrar no meu grupo, fuder pra caralho e depois voltar pro escritório como se nada tivesse acontecido, mas esquece que tanto as meninas , quanto os rapazes que fazem parte do meu grupo também tem vida social e nem sempre estão livres ou com vontade de fazer putaria, então descobrem que a coisa não funcionam no automático, acabam desistindo e saindo, mas isso por outro lado me desanima a dar continuidade, fora meu próprios problemas pessoais, as vezes gente de fora do Rio, que sabe que não vai vir aqui e se vier , muito provavelmente não vai conseguir a sonhada noite de prazer, por que as pessoas não a disposição, então vamos ter coerência, não mande zap por mandar, apenas se realmente se encaixam no perfil da sala, homens e travestis do Rio de Janeiro, de preferencia solteiros ou casados bem resolvidos, pois os casados e enrolados sempre saem por causa do companheiro que não participam desse lado da vida deles e não podem saber, complicado manter os pés no chão, mas é necessário pra uma boa convivência, espero que tenham entendido, podem mandar zap sim, pessoas do Rio de Janeiro, amizade virtual eu já tenho aqui no blog, no Facebook , não preciso de mais amigos virtuais no zap, por isso evito pessoas de fora do RJ, apenas mande o zap pessoas interessadas em participar dos eventos que promovemos em nosso grupo.

Uma Satisfação ao meu leitor

  O meu relato anterior já foi escrito tem mais de um mês, embora tenha postado somente a dois dias atrás, recebi esses dias uma mensagem amiga, de uma pessoas preocupada com meus hábitos sexuais, li e não publiquei, mas refleti sobre o assunto, de forma alguma minha postagem anterior foi indireta pra você ok, como já tinha escrito, resolvi mantê-la ,somente isso.

 Agora uma historinha rápida e nada sensual

 Ultimamente tenho entrado muito no bate papo da UOL, sempre nas salas Crosss ou nas de travesti, as vezes nas salas Gay RJ, algumas vezes encontro pessoas que me conhecem aqui do blog, me chamam pelo nome, dou atenção ,mas isso não quer dizer que vai realmente rolar algo, pra isso tem que haver interesse de ambas as partes, não estou aqui pra fazer caridade, se quer me levar pra cama, ou você tem que ser o que eu procuro, ou então pagar como muitos fazem, alguns nem pagando, não me levem a mau, mas já passei da idade de fazer sexo somente por dinheiro, tem que ter no mínimo algo que me atraia pra aceitar o serviço, em um desses dias encontrei um perfil que achei interessante na sala, conversamos um pouco e ele não demostrou me conhecer, depois de uma bom papo trocamos zap, já no zap ele veio mais forte, queria marcar pra gente fuder, mas eu ainda não tinha certeza se queria, queria saber mais, ver fotos, perfil sexual, em fim, tem que ser um conjunto, mas quando pedi pra mandar foto ele se recusou, então deixei pra lá, ele indignado com meu perceptível desinteresse, ficou puto, me disse poucas e boas, disse que eu era uma pessoa arrogante, que não era nada daquilo que passo aqui, que me acho a ultima bolachinha do pacote, que desprezo as pessoas, que tinha obrigação de lembrar dele, que já tínhamos conversado antes, e que eu era tão prepotente que não era capaz nem de lembrar com quem converso, disse que não mandaria fotos pra alimentar meu ego, ok eu entendo, deletei e bloqueei, antes que ele partisse pra ofensas de baixo escalão, por que ai sim ele ia conhecer uma Sandra que ele nunca tinha visto, quero deixar bem claro, sou uma pessoa normal, não sou super nada, nem super gostosa, nem super foda na cama, nem gentil de mais e nem burra pra aceitar esse tipo de provocação e fazer o que a pessoa quer por orgulho, já conversei com tanta gente, pessoas que não falo mais ha anos, algumas que realmente não tiveram importância substancial na minha vida, não tem como lembrar de todo mundo, ainda mais de uma pessoa que se recusa a identificar, vou lembrar como, usando minha bola de cristal?


Então, não se iludam a meu respeito, não estou disponível a todos, se eu fosse ganhar dinheiro de todo mundo que quer me comer, me dar ou me chupar, realmente estaria se não rica, pelo menos cheia de dinheiro, só que a maioria nem motel quer pagar, quer a facilidade de chegar aqui e me comer e depois voltar pra sua esposa, noiva ou seja lá o que for, como se eu fosse o quê? Um pedaço de carne onde você descarrega e vai embora? Fora o fato de que eu viveria só de sexo, não teria tempo pra mais nada, enquanto todos teriam sua vida normal, só me procurariam quando tivessem tempo e vontade e isso não me parece justo. Então sinto muito pra quem se ilude a meu respeito ok, não estou disponível pra qualquer um, gostem ou não, se quiserem me acompanhar aqui, será um prazer sempre ler seus comentários, mas isso é tudo, agora vou postar umas fotos minhas atuais pra não deixar a postagem passar em branco ,espero que gostem, bjs a todos.